CPB faz acordo com Troyes para sede da aclimatação em Paris 2024

CPB faz acordo com Troyes para sede da aclimatação em Paris 2024

Celebração do contrato aconteceu no Centre Sporttif de L’Aube Troyes, espaço onde os atletas do Brasil ficarão hospedados

Foto: Ale Cabral/CPB

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) assinou um acordo nesta sexta-feira (7), em que fará a sua aclimatação para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024 na cidade de Troyes, na França, a 160km da capital francesa. O acordo foi assinado pelo presidente do CPB, Mizael Conrado, no Centre Sporttif de L’Aube Troyes, lugar onde o Brasil ficará antes do torneio.

A celebração do contrato contou com a presença de membros da diretoria do CPB, como o diretor de Esportes de Alto Rendimento, Jonas Freire, e autoridades francesas, como o presidente do departamento de Aube, região onde está localizada a cidade de Troyes, Philippe Pichery. Primeiramente, desde o ano passado, integrantes do CPB visitam a cidade para verificar instalações e condições de treinamento, alimentação e acomodações. Nesta viagem, a diretoria brasileira também estava acompanhada de coordenadores de diversas modalidades, que também fizeram suas avaliações e puderam constatar as condições oferecidas.

Sobre o complexo

O complexo conta com pista de atletismo indoor e ao ar livre, salas de musculação, piscina, campo de futebol com grama sintética, ginásios com quadra poliesportiva, quadra de tênis coberta e ao ar livre, salas de lutas, campos de tiros, auditórios, cozinha, restaurantes, lavanderia, e até uma base náutica a 15 minutos de distância para as modalidades que utilizam embarcações. Além disso, todo o espaço oferece acessibilidade em quartos, vestiários, equipamentos esportivos e áreas de estacionamento.

Presidente do CPB, Mizael Conrado disse que o Brasil visitou outras cidades até escolher onde acontecerá a etapa final de preparação para Paris 2024. “Estamos muito felizes aqui. Pela maneira como fomos recebidos por toda a equipe local. Podem ter certeza, no nosso coração, Troyes  é um pedacinho do Brasil”, discursou durante o acordo.

Segundo o presidente do CPB, a última etapa de preparação tem efeito no desempenho dos atletas é fundamental para o sucesso durante os Jogos Paralímpicos. Para Mizael, os Jogos de Paris terão um significado especial, por serem os primeiros após a pandemia da Covid-19. “Depois da crise que passamos, talvez a maior de nossa história, creio que valorizamos muito mais a confraternização, a possibilidade de nos reunirmos em uma celebração da magnitude que nos proporcionam os Jogos Paralímpicos”, completou.

Fala do presidente da região

Além disso, o francês Philippe Pichery disse estar orgulhoso pela escolha de sua cidade como sede da última etapa de preparação da equipe. “Acredito que, durante esses últimos dias, foi possível mostrar o quanto nós nos preparamos e colocamos em ação medidas para receber da melhor forma possível a delegação paralímpica brasileira”, afirmou.

Por fim, em Tóquio 2020, o Brasil fez sua melhor campanha com 72 medalhas, sendo 22 de ouro, 20 de prata e 30 de bronze. Assim, o resultado lhe rendeu a sétima posição na classificação do quadro de medalhas do megaevento.

*Com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro

Tudo sobre a venda de ingressos para os Jogos Paralímpicos

A história do mascote olímpico de Paris 2024

Jogos Olímpicos de 2024: Celebração em Paris!

Ler mais