Neymar defendeu Fernando Diniz na Seleção antes mesmo de acerto

Neymar defendeu Fernando Diniz na Seleção antes mesmo de acerto: "P... treinador"

Em entrevista ao ge, camisa 10 rasgou elogios ao comandante do Fluminense

Bem antes de a CBF decidir que apostaria em Fernando Diniz como técnico interino até a chegada de Carlo Ancelotti, o comandante do Fluminense tinha um defensor de peso dentro da Seleção: ninguém menos que o camisa 10 do Brasil, Neymar.

Em entrevista exclusiva ao ge no dia 22 de junho, quando Diniz não era um nome cogitado para a Seleção, Neymar não se importou em externar a preferência pelo treinador.

– A Seleção vai ter a oportunidade de ter um treinador estrangeiro dessa vez, eu conheço pouco o nome que estão especulando, também tinha outro treinador do Brasil que, inclusive, eu pensei que seria ele. Na minha ideia, o cara ideal hoje para a Seleção era o Diniz, eu escancaro porque é um p... treinador, o jeito dele com a seleção brasileira iria muito bem –declarou.

O atacante do Brasil e do Paris Saint-Germain fez questão de deixar claro que não tinha informação privilegiada nem fazia lobby por Diniz:

– Estou falando aqui, mas não sei de nada, nunca falei com o presidente (da CBF, Ednaldo Rodrigues) nem com ninguém – afirmou Neymar, que prosseguiu:

– Se for o Ancelotti, será muito bem recebido, é um cara renomado, que ganhou tudo na carreira. Se tiver essa oportunidade, obviamente vou desfrutar muito, vou sugar tudo o que tenho para sugar do Ancelotti, gosto de aprender e a gente trocar ideia, ensinar. Todos os jogadores que têm experiência na seleção brasileira, a gente passa muita coisa para os mais novos, até para os treinadores, a gente conversa bastante, isso sempre foi muito livre na Seleção.

Neymar era defensor de Fernando Diniz na seleção brasileira — Foto: Vince Mignott/MB Media/Getty Images

Em outros momentos, Neymar já havia manifestado publicamente apreço por Diniz, como nessa publicação no Twitter em julho do ano passado:

Neymar não veste a amarelinha desde a derrota para a Croácia na Copa do Mundo do Catar. Logo após a eliminação, o jogador deixou em aberto o futuro dele na Seleção, mas em entrevistas recentes ele avisou que voltará a defender o país.

O craque não é o único jogador da Seleção a aprovar a contratação de Diniz. Publicamente e nos bastidores, o técnico já foi apoiado por diversos atletas. Alguns já trabalharam com ele, como Antony e Bruno Guimarães.

Em 2019, Diniz teve apoio de jogadores para assumir o São Paulo. Na época, Vagner Mancini havia assumido o comando da equipe de forma interina, mas o elenco tricolor se movimentou nos bastidores pela contratação do técnico. Raí, diretor de futebol na época, foi convencido pelo lobby dos atletas.

Com Fernando Diniz no comando, o Brasil volta a jogar em setembro, contra Bolívia e Peru, pelas Eliminatórias.

CADASTRE-SE PARA RECEBER GRANDES BÔNUS

BLACKPINK: 5 outros girlgroups que também marcaram geração

Os melhores aplicativos de mensagens para Android e iPhone

Melhores Apps de Apostas - Top 5 Aplicativos no Brasil 2023

Ler mais