Inconstante, Brasil perde no tie-break para o Canadá na VNL

Inconstante, Brasil perde no tie-break para o Canadá na VNL

Apresentando erros ofensivos e defensivos, Brasil perde para o Canadá no tie-break pela Liga das Nações

Inconstante, Brasil perde no tie-break para o Canadá na VNL

O Brasil conheceu sua terceira derrota na Liga das Nações de vôlei feminino nesta quinta-feira (29). A equipe comandada por José Roberto Guimarães perdeu para o Canadá por 3 sets a 2 (28/30, 25/22, 25/23, 21/25 e 17/15), em Bangkok, na Tailândia. A seleção verde-amarela fez um jogo de inconstâncias ofensivas e defensivas, cresceu no fim, mas foi superada no tie-break.

Nos três primeiros sets, o Canadá abriu vantagem no começo e o Brasil encostou, chegando, inclusive, a passar na frente. Mas momentos de desatenção fizeram com que a equipe norte-americana voltasse para o jogo e deixasse a definição da parcial para os pontos finais. O Brasil venceu o primeiro set por 30/28, perdeu o segundo por 25/22 e o terceiro por 25/23. A seleção também perdia o quarto por 17/13, mas emplacou uma grande virada e saiu vencedor em 25/21. O tie-break teve muito equilíbrio e o Canadá levou a melhor em 17/15.

Macris e Maiara entraram bem na partida (Foto: FIVB)

O Brasil começou o jogo com: Roberta, Thaisa, Gabi, Rosamaria, Carol, Júlia Bergmann e Natinha (L). Pri Daroit entrou no lugar de Júlia ainda no primeiro set, após sucessivas falhas da ponteira brasileira. No terceiro set, Zé promoveu uma inversão do 5×1 que tornou-se definitiva, com as entradas de Macris e Lorrayna nos lugares de Roberta e Rosamaria. Pri Daroit também deu lugar a Maiara Basso, enquanto Nyeme substituiu Natinha. Essas mudanças foram fundamentais para a mudança de postura do Brasil.

Números

Gabi foi a maior pontuadora da equipe brasileira, com 20 acertos. Thaisa apareceu na sequência, com 17 pontos, enquanto Rosamaria teve 15. Maiara e Carol marcaram 11 pontos cada, enquanto Lorrayna anotou dez. Pelo lado do Canadá, Alexa Gray marcou 25 pontos, enquanto Kiera Van Ryk fez 19.

Com o resultado, o Brasil permanece em terceiro lugar na classificação geral da Liga das Nações de vôlei feminino. A equipe tem agora sete vitórias e três derrotas, com 21 pontos somados. Enquanto isso, o Canadá chegou ao quinto triunfo na competição, tendo também cinco derrotas, aparece em nono lugar, com 16 pontos somados. O próximo compromisso da seleção brasileira será contra a Turquia, nesta sexta-feira (30), às 10h30, no horário de Brasília.

Como foi o jogo

Apesar do favoritismo brasileiro, foi o Canadá quem saiu em vantagem no primeiro set, abrindo 5 a 2. Foi somente com a entrada de Thaisa que a equipe brasileira melhorou na partida. A central pontuou no bloqueio, no ataque e no saque e o Brasil passou a frente do placar, chegando a ter 10 a 7. A diferença manteve-se em três pontos ao longo da parcial, mas na reta final o Canadá reagiu.

Após ter 18 a 15, o Brasil cometeu sucessivos erros de ataque e de recepção, em especial de Júlia Bergmann, a equipe norte-americana retomou a dianteira em 21 a 20. Nesse momento, Zé promoveu a entrada de Pri Daroit no lugar de Júlia. A partir daí, as seleções passaram a trocar pontos e ninguém conseguiu abrir dois pontos de vantagem para fechar o set. O Canadá teve quatro set points, enquanto o Brasil teve um antes de fechar em 30 a 28.

(Foto: FIVB)

A segunda parcial foi marcada por trocas de lideranças no placar. O Canadá abriu vantagem no começo, o Brasil conseguiu a virada e chegou a ter 16 a 15, mas não sustentou a dianteira. O Canadá retomou a dianteira na reta final e, contando com sucessivos erros de ataque e saque do Brasil, encaminhou a vitória na parcial. Zé ainda promoveu a inversão do 5×1, com a entrada de Lorrayna e Macris, mas não adiantou. Assim, o Canadá venceu o set por 25 a 22.

Terceiro e quarto sets

Repetindo o que aconteceu nos sets anteriores, o Canadá começou o set na frente. Desta vez, porém, a vantagem construída foi ainda maior: chegou a seis pontos de vantagem, em 9 a 3. Buscando melhorar o passe, Maiara Basso entrou em quadra no lugar de Pri Daroit. Ainda assim, o Canadá sustentou a diferença no placar. José Roberto Guimarães colocou Lorrayna, Macris e Nyeme na partida e o Brasil melhorou. Após ter 22 a 18 contra, a seleção brasileira de vôlei feminino chegou a empatar, mas o Canadá fechou a parcial em 25 a 23.

Gabi foi muito acionada no quarto set (Foto: FIVB)

Para o quarto set, o Brasil voltou à quadra com a mesma equipe que terminou a terceira parcial. O Canadá seguiu melhor e manteve a liderança do placar desde o começo da parcial. A equipe norte-americana abriu vantagem e chegou a ter 17 a 13. A partir daí, porém, a seleção brasileira melhorou sua defesa e seu ataque e cresceu na partida. Com uma ótima passagem de Gabi, que foi muito acionada pela boa distribuição de Macris, o Brasil marcou quatro pontos seguidos e empatou o duelo. A equipe seguiu dominante na reta final e levou a melhor em 25 a 21.

bet365

Tie-break

O tie-break foi marcado por muito equilíbrio, com todos os pontos sendo muito disputados. O Canadá saiu na frente, mas o Brasil “roubou” a vantagem logo cedo. Ainda com uma Gabi inspirada, o Brasil conseguiu abrir três pontos de vantagem em 9 a 6, mas o Canadá passou a frente em 12 a 11. José Roberto ainda promoveu a inversão do 5×1 na reta final. As equipes trocaram pontos e o Canadá levou a melhor, em 17 a 15, conquistando sua quinta vitória na Liga das Nações de vôlei feminino.

 

Jogos online no Brasil 2023

10 melhores cassinos online classificados por jogos com real

How Crypto Gambling Casinos Retain Players?

Ler mais