Yago Dora vence etapa da WSL Saquarema 2023

Yago Dora vence etapa da WSL Saquarema 2023

Yago Dora derrota Ethan Ewing na final da etapa WSL Saquarema 2023 nesse sábado, 1º de julho. Resultado acirra disputa pelas vagas aos Jogos Olímpicos Paris 2024 e pelo Top 5 que disputará a final da Liga Mundial de Surfe nesta temporada. Próxima etapa será em Jeffrey’s Bay, na África do Sul. 

O brasileiro Yago Dora não estava entre os favoritos, mas com direito a uma nota 10 na final, ele conquistou a etapa da WSL Saquarema 2023. Ele derrotou o australiano Ethan Ewing na bateria final realizada nesse sábado, 1º de julho, nas ondas brasileiras. Foi sua primeira vitória na carreira na Liga Mundial de Surfe.

Após derrotar o bicampeão John John Florence na semifinal, Yago alcançou 14.83 pontos na bateria final, incluindo uma nota 10 em sua última tentativa. O resultado jogou pressão sobre Ewing, que não conseguiu passar dos 10.83 pontos.

Esta foi a primeira vez que Yago Dora, 27 anos, chegou à final de uma bateria na Liga Mundial de Surfe. Até então, seus melhores desempenhos foram semifinais em quatro oportunidades: na etapa brasileira (2017 e 2022), em Jeffrey’s Bay, África do Sul (2022), e em Peniche, Portugal (2023).

A prova colocou Filipe Toledo na liderança da Liga Mundial de Surfe 2023

.Mesmo caindo nas quartas de final, ele chegou a 44.980 pontos e segue duelo apertado com Griffin Colapinto, que caiu para a segunda posição. Ethan Ewing subiu para a terceira posição e Yago Dora subiu para a quinta posição, aumentando a disputa pelo Top 5. 

Entre as mulheres, a jovem norte-americana Caitlin Simmers, de apenas 17 anos, foi a campeã na etapa da WSL Saquarema 2023 ao conseguir 14.66 pontos em suas duas ondas. Ela derrotou a australiana Tyler Wright, que obteve apenas 9.80 pontos na bateria final. Mesmo assim, a segunda posição foi suficiente para garanti-la no Top 5 que disputará a etapa final.

Com o resultado, Carissa Moore segue na liderança do ranking feminino com 51.660 pontos, seguida por Tyler Wright com 49.895. Cailtin Simmers passou para a quinta posição com 38.660 pontos e tirou a brasileira Tatiana Weston-Webb do Top 5 que garante vaga na final.

A próxima etapa da Liga Mundial de Surfe 2023 acontecerá em Jeffrey’s Bay, na África do Sul, entre 13 e 22 de julho. É a penúltima etapa da competição antes da final da temporada. Depois, os surfistas competirão em Teahupo’o, no Taiti, para definir os cinco classificados à prova final que definirá os campeões.

WSL Saquarema 2023: líderes fora da final

A disputa da etapa WSL Saquarema 2023 foi repleta de surpresas para os principais favoritos ao título da competição na temporada – principalmente na disputa masculina. Dos cinco primeiros colocados antes da prova, apenas o australiano Ethan Ewing conseguiu ficar entre os quatro primeiros.

O líder Griffin Colapinto, dos EUA, foi eliminado na repescagem pelo brasileiro Jadson André. Na sequência, o surfista derrotou seu compatriota Filipe Toledo, vice-líder, nas oitavas de final. Filipinho, inclusive, sentiu lesão ao sair da onda, mas não precisará passar por cirurgia. João Chianca, o Chumbinho, e  Ítalo Ferreira, campeão olímpico em Tóquio 2020, também caíram nas oitavas, enquanto Gabriel Medina ficou na repescagem.

Entre as mulheres, a havaiana Carissa Moore, líder do ranking e já garantida nas finais da WSL, parou nas semifinais para a prodígio americana Caitlin Simmers. Caroline Marks, terceira, foi eliminada na semi para a australiana Tyler Wright, segunda colocada no ranking. Já a brasileira Tatiana Weston-Webb, então quinta colocada e que luta para ficar entre as cinco primeiras e disputar a etapa final, foi eliminada na repescagem.

WSL Saquarema 2023 acirra disputa por Paris 2024

A etapa da WSL Saquarema 2023 acirrou ainda mais a disputa pelas vagas aos Jogos Olímpicos Paris 2024. A atual temporada da Liga Mundial de Surfe é o principal caminho de classificação na modalidade: são 10 vagas nominais entre os homens e 8 entre as mulheres, com limite de duas cotas por país.

Com mais duas etapas antes da final da temporada, nenhum surfista no masculino garantiu a classificação Olímpica antecipada pela WSL. No feminino, quatro surfistas já confirmaram presença em Paris 2024: a brasileira Tatiana Weston-Webb, como a costarriquenha Brisa Hennessy, a francesa Johanne Defay e a portuguesa Teresa Bonvalot.

Outros atletas conquistaram a vaga por meio dos Jogos Mundiais ISA Surfe. Entre os homens estão o japonês Kanoa Igarashi (o país também tem outra cota não-nominal), o sul-africano Jordy Smith, o francês Kauli Vaast e o neozelandês Billy Stairmand. Entre as mulheres, Sarah Baum (África do Sul), Vahiné Ferro (França), Shino Matsuda (Japão) e Saffi Vette (Nova Zelândia) também disputarão os Jogos Olímpicos.

O surfe Olímpico em Paris 2024 acontecerá em Teahupo’o, no Taiti, arquipélago da Polinésia Francesa e um dos locais mais importantes para a modalidade.

PARIS 2024** | Confira o sistema de classificação do surfe**

Conheça a casa do judô brasileiro na França

Majestoso abre semifinais da Copa Betano do Brasil

A Volleyball Powerhouse with a Trail of Honors

Ler mais