EUA estão tentando destruir as criptomoedas revela documento

EUA estão tentando destruir as criptomoedas revela documento vazado

Bitcoin sob pressão nos Estados Unidos, EUA e criptomoedas
Bitcoin sob pressão nos Estados Unidos

Nic Carter, especialista em Bitcoin, aponta que os EUA estão prontos para lançar a “versão 2.0” da Operação Choke Point e que as criptomoedas estão na sua mira neste ataque indireto.

Em suma, a Operação Choke Point foi introduzida em 2013 durante o governo Obama para investigar a ligação entre bancos com atividades ilegais, como lavagem de dinheiro e outros crimes.

Apontando para uma série de ações tomadas pelo governo americano nos últimos meses, Carter está crente que os EUA estão “silenciosamente tentando banir as criptomoedas”.

“Em alguns aspectos importantes, o Crypto Choke Point 2.0 difere do original. Parece que o governo aprendeu com os esforços de seus antecessores.”

Seguindo, Carter aponta que o “Choke Point 1.0” era informal. Já na versão 2.0, “tudo está acontecendo à vista, na forma de regulamentação, sendo vendida como uma questão de segurança.”

As recentes investidas do governo americano sobre as criptomoedas

O especialista Nic Carter fez questão de listar as ações do governo cronologicamente. No total, já são 14 investidas dos EUA desde o dia 6 de dezembro, sendo a última publicada nesta quarta-feira (8).

“Então, por que a pressão dos reguladores bancários agora?” questiona Carter. “Se eles podem bloquear o acesso fiduciário, eles podem marginalizar o setor — interno e externo — sem regulá-lo diretamente.”

  • Em 6 de dezembro, senadores enviaram uma carta ao banco Silvergate, repreendendo-os por fornecer serviços para a FTX e Alameda Reserach.
  • Em 7 de dezembro, o [banco] Signature anuncia sua intenção de reduzir pela metade os depósitos atribuídos a clientes de criptomoedas.
  • Em 3 de janeiro, o Fed, o FDIC e o OCC divulgaram uma declaração conjunta sobre os riscos para os bancos envolvidos com criptomoedas.
  • Em 9 de janeiro, o Metropolitan Commercial Bank anuncia o desligamento total de sua vertical relacionada a criptoativos.
  • Em 9 de janeiro, as ações da Silvergate caíram para US$ 11,55 devido a corridas bancárias e temores de insolvência, tendo sido negociadas a US$ 160 em março de 2022.
  • Em 21 de janeiro, a Binance anuncia que, devido à política do banco Signature, eles processarão apenas transações fiduciárias acima de US$ 100.000.
  • Em 27 de janeiro, o Federal Reserve nega o pedido de dois anos do banco-cripto Custodia para se tornar membro do sistema do Fed, citando riscos de “segurança e solidez”.
  • Em 27 de janeiro, a filial do Fed de Kansas City nega o pedido do Custodia para uma conta mestra, o que lhe daria a capacidade de usar serviços de pagamento por atacado e manter reservas diretamente com o Fed.
  • Em 27 de janeiro, o Fed emite uma declaração que desencoraja os bancos a manter criptoativos ou emitir stablecoins e amplia sua autoridade.
  • Em 27 de janeiro, o Conselho Econômico Nacional divulga uma declaração de política, desencorajando fortemente os bancos de realizar transações com criptoativos diretamente ou manter a exposição a depositantes de criptos.
  • Em 2 de fevereiro, a unidade de fraude do DoJ anuncia uma investigação sobre o Silvergate em relação às suas negociações com a FTX e a Alameda.
  • Em 6 de fevereiro, a Binance suspende as transferências bancárias em USD para clientes de varejo.
  • Em 7 de fevereiro, a declaração do Fed de 27 de janeiro é inserida no registro federal, transformando a declaração de política em uma regra final, sem revisão do Congresso ou período de aviso e comentário público.
  • Em 8 de fevereiro, os pedidos da Protego e da Paxos para seguir a Anchorage e obter aprovação total para se tornarem Bancos Fiduciários Nacionais ainda estão pendentes (após o prazo de 18 meses) e parece provável que sejam negados em breve pelo OCC.

Governo dos EUA estaria atacando o Bitcoin e outras criptomoedas indiretamente

Portanto, Nic Carter acredita que os EUA estejam “silenciosamente tentando banir as criptomoedas”, não diretamente, mas atacando as portas de acesso a esta classe de ativos.

A opinião do especialista reflete o artigo publicado pelo Livecoins há duas semanas, notando que bancos dos EUA são pressionados a cortar laços com empresas de criptomoedas, mostrando os exemplos do Silvergate e do Signature.

Por fim, outro ponto não citado por Carter foi a recente pressão de senadores para obrigarem mineradores de Bitcoin a relatarem o consumo de energia de suas operações. Ainda que não seja um ataque direto ao Bitcoin, os esforços do governo Biden para reprimi-lo está nítido.

Na exchange Digitra.com, além de nunca mais pagar taxas de negociação em cripto, você ainda recebe por cada transação feita. Conheça o Trade to Earn! acesse Digitra.com

https://livecoins.com.br/eua-silenciosamente-tentando-banir-as-criptomoedas/ Please refer to the following website for more information.

Jogos online no Brasil 2023

10 melhores cassinos online classificados por jogos com real

How Crypto Gambling Casinos Retain Players?

Ler mais