Bitcoin cai perto do suporte crítico: o que acontece agora?

Bitcoin cai perto do suporte crítico: o que acontece agora?
Bitcoin cai perto

Investing.com - O perfil gráfico do Bitcoin, que já considerávamos degradado ontem, se deteriorou ainda mais nas últimas horas, quando atingiu a mínima de 24 horas em US$ 26,161 às 03h00 (horário de Brasíia), registrando um declínio de mais de 4% naquele momento.

A criptomoeda está agora, no entanto, se aproximando de uma área muito importante do ponto de vista técnico, que poderia servir como base para uma recuperação e cujo rompimento constituiria um forte sinal de baixa.

As médias móveis de 100 dias e de 200 semanas estão atualmente quase no mesmo nível, ou seja, US$ 26.095 para a MM de 100 dias e US$ 26.092 para a MM de 200 semanas.

CADASTRE-SE PARA RECEBER GRANDES BÔNUS

Como pode ser visto no gráfico abaixo, a média móvel de 100 dias tem atuado regularmente como suporte ou resistência durante o ano passado e, em particular, pareceu deter a forte correção observada de 20 de fevereiro a 10 de março.

Bitcoin - Graphique journalier
Bitcoin cai perto

A média móvel de 200 semanas também desempenhou um papel importante várias vezes na história do bitcoin, mais recentemente como resistência em fevereiro e março deste ano.

Bitcoin - Graphique hebdo
Bitcoin cai perto

A capacidade do bitcoin de se recuperar dos níveis atuais ou de continuar seu declínio abaixo das médias móveis de 100 dias e 200 semanas pode, portanto, ser crucial para seu desenvolvimento no médio prazo.

Se o lado negativo prevalecer, o próximo limite importante a ser observado no sul será o nível de US$ 25.000. No lado positivo, há várias resistências, mas somente um rompimento acima de US$ 30.000 melhoraria significativamente o perfil do Bitcoin.

Com nova correção, Bitcoin pode cair até os US$ 25 mil

CriptoFácil - A pressão de venda no mercado de criptomoedas continua a aumentar, estabelecendo mais um dia de perdas. Como resultado, o preço do Bitcoin (BTC) voltou a cair e agora está abaixo da região de US$ 27 mil.

Ex-CEO da Celsius quer R$ 5 bilhões para ressuscitar empresa
CriptoFácil - Alex Mashinsky, ex-CEO da extinta plataforma de empréstimos de criptomoedas Celsius, planeja reviver sua antiga empresa. O ex-CEO espera obter US$ 1 bilhão para começar as atividades – cerca de R$ 5 bilhões.

De acordo com a história de pessoas ligadas a Mashinsky, ele pretende criar um novo projeto, usando a marca Celsius Web Service (CWS). Além disso, o novo projeto também vai lidar com rendimento e custódia de criptomoedas.

Mashinksky chegou a apresentar a CWS para o ADQ, fundo gerido pelo banco Goldman Sachs (NYSE:GS), em maio, e ao governo de de Abu Dhabi em junho. Isso ocorreu menos de um mês após a Celsius declarar falência, em julho de 2022.

Além disso, Mashinsky também apresentou o projeto ao seu Conselho, que até junho do ano passado tinha Laurence Tosi e um representante da canadense Caisse de Depot et Placement du Quebec. Curiosamente, esses investidores aplicaram US$ 750 milhões em Celsius em 2021, mas não investiram na CWS.

Vale (BVMF:VALE3) a pena?

Os dados mostram que, aparentemente, a tentativa de Mahinsky de abrir a CWS não é algo novo. Mas com a falência da Celsius, o executivo pretende utilizá-la como um tipo de “reboot” de sua antiga empresa.

A Celsius pediu concordata em julho, após esforços persistentes para pagar seus empréstimos. O colapso da empresa ocorreu na esteira da queda da Terra (LUNA) e de várias outras empresas do setor. BlockFi, Voyager Digital e, especialmente, a FTX, também decretaram falência.

Um mês antes, em junho, a Celsius bloqueou todos os saques, impedindo os clientes de usar seu próprio dinheiro. De acordo com estimativas, a empresa deve mais de US$ 4,7 bilhões a cerca de 100 mil usuários.

Conforme a pressão na Celsius aumentava, Mashinsky quis transferir seu foco para o projeto CWS a partir de maio, de acordo com a fonte. A estratégia que surpreendeu alguns na indústria, já que a Celsius havia recebido recentemente US$ 750 milhões de investidores externos. No entanto, o dinheiro já havia se esgotado naquele momento.

“A realidade é que ninguém tinha ideia de como as coisas estavam ruins na época”, afirmou a fonte. O movimento revela que o CEO parecia estar travando uma “rota de fuga” para sair antes da queda.

Questionado sobre essas possibilidades, Mashinsky ofereceu um link para o texto de um blog detalhando a “verdadeira história” do colapso da Celsius. O texto afirma que a Alameda Research, uma empresa subsidiária da FTX, foi a causa da morte da Celsius.

Esta resposta é, no entanto, contrária às opiniões dos funcionários da Celsius, que citam a má gestão como motivo para o fracasso da empresa.

Por CriptoFácil

https://br.investing.com/ Please refer to the following website for more information.

Jogos online no Brasil 2023

10 melhores cassinos online classificados por jogos com real

How Crypto Gambling Casinos Retain Players?

Ler mais